Maio 26 2009

 

Neutralização da acidez
Para neutralizar os ácidos que chegam à superfície terrestre, pulverizam-se os lagos, campos, etc. com pedra calcária ou cal pulverizada.
            As equações que se seguem traduzem a neutralização da acidez pelo carbonato de cálcio ou pela cal:
CaCO3 (aq) + 2H3O+ → Ca2+ (aq) + CO2 (g) + H2O (l)
CaO (s) + 2H3O+ (aq) → Ca2+ (aq) + 2H2O (l)

 

 

 
 
Conclusão
 
            Com este trabalho aprendemos que a importância da água, a sua existência na Terra, e qual a qualidade e poluição da água.
            A água cobre 71% da superfície da Terra e de toda a água, 2,08% é água doce, existindo uma grande assimetria água doce/água salgada. As águas subterrâneas são as mais utilizadas na actividade humana, representando apenas 0,29% das reservas do planeta. Mas as reservas de água doce nem sempre são de água potável. Compreende-se assim, uma segunda assimetria na distribuição da água: água potável / água imprópria para consumo.
A distribuição da água é desigual também do ponto de vista geográfico. As zonas tropicais e equatoriais possuem reservas abundantes de água, enquanto as regiões desérticas são desfavorecidas desse ponto de vista. A diversidade geográfica resulta da assimetria entre regiões auto-suficientes e regiões deficitárias em água. Portugal é privilegiado pela abundância e pela qualidade da sua água.
            Nos países ricos e desenvolvidos gasta-se muito mais água do que nos países pobres e menos desenvolvidos. Há disparidades enormes no consumo médio per capita de água em diferentes partes do mundo. Verifica-se outra assimetria: consumo individual excessivo / consumo individual exíguo. O crescimento demográfico, o desenvolvimento industrial e a irrigação multiplicaram as utilizações da água, fazendo aumentar enormemente a sua procura.
            A água quimicamente pura, exclusivamente constituída por moléculas de água, sem quaisquer substâncias dissolvidas e com o pH igual a 7 não existe na Natureza. Na Natureza, se não houvesse poluição, a água que mais se aproximaria da água pura seria a água da chuva. A água da chuva pode comparar-se a água destilada natural, pois obtém-se por condensação da água que se evaporou.
            A crise mundial da água traduz-se na sua escassez crescente, na diminuição da sua qualidade em consequência da poluição e também nas secas. A água disponível bastaria para satisfazer as necessidades mundiais se fosse gerida adequadamente, tendo em vista um aproveitamento eficaz e uma repartição equitativa.
            A dessalinização da água do mar é ainda um processo caro, de tecnologia pesada. Existem três processos importantes de dessalinização: a destilação, a osmose inversa e a nanofiltração.
Na destilação, a água é vaporizada por aquecimento e depois por arrefecimento. A vaporização da água é um processo endotérmico, requerendo uma grande quantidade de energia, o que torna o processo de destilação dispendioso. A osmose inversa consiste na passagem da água da solução mais concentrada é forçada, por pressão, pelas membranas da solução mais concentrada para a solução menos concentrada, diminuindo a concentração dos sais e originando a água dessalinizada. A nanofiltração é um método de separação por membrana que não é tão eficaz como a osmose inversa, mas que gasta menos energia.
Existe legislação para estabelecer os teores em que certas espécies químicas podem existir na água utilizável. São os chamados parâmetros de qualidade, que podem variar, consoante os objectivos de utilização. Para cada um dos parâmetros, a legislação indica os seguintes valores: VMA – Valor Máximo Aceitável e VMR – Valor Máximo Recomendado.
A legislação portuguesa (Decreto-Lei nº 236/98 de 1 de Agosto) estabelece os critérios e normas de qualidade de água em função dos seus principais usos, nomeadamente, os valores de VMR e VMA. Actualmente, é uma Directiva Europeia de 1980 que define a potabilidade da água. O Decreto-Lei nº234 de 5 de Setembro de 2001 trata da qualidade da água para consumo humano.
O problema da água é que ela não se renova ao ritmo a que os seres humanos a poluem. A acção humana conduz a alterações apreciáveis no ciclo hidrológico natural. A par dos desperdícios de água que se verificam em quase todo o mundo, a procura aumenta mais depressa do que a capacidade de reposição pelo ciclo hidrológico natural. A poluição da água pode ter várias origens e tipos diversos.
De acordo com a sua natureza e concentração, os poluentes apresentam diferentes efeitos sobre o meio ambiente e a saúde pública. Na saúde pública podem causar: gastroenterites; diminuição da taxa de fixação de oxigénio; alterações do sistema nervoso; etc. No meio ambiente provocam a desoxigenação da água, variação na salinidade e temperatura.
O termo chuva ácida é usado para descrever os vários tipos de acidez atmosférica. Essa acidez tem duas formas: a forma húmida e a forma seca. A forma húmida refere-se à chuva, nevoeiro e neve que caem sobre a terra. A forma seca refere-se a partículas sólidas e gases.
As chuvas ácidas formam-se normalmente a grandes altitudes, nas nuvens onde os óxidos de enxofre e óxidos de azoto reagem com a água, o oxigénio e outros oxidantes, formando uma solução de ácido nítrico e ácido sulfúrico.
A chuva ácida tem repercussões negativas a vários níveis.
Há três tipos de actuação que podem servir para diminuir os efeitos das chuvas ácidas: redução da emissão de dióxido de enxofre, redução da emissão de óxidos de azoto e neutralização dos ácidos que caem sobre a superfície terrestre.
 
 
Bibliografia
 
Webgrafia
            Os sites utilizados para o trabalho foram consultados no dia 12 de Maio de 2009:
- http://sic.aeiou.pt/online/noticias/vida/especiais/falta+agua/Aguas+poluidas.htm
 
Bibliografia
·        Paiva, João; Ferreira, António José (2008). Física e Química A 11º/12º Ano – Química – Bloco 2 – 2008, Texto Editores, Lisboa
 
·        Dantas, Maria Conceição; Ramalho, Marta Duarte (2008). Física e Química A - Química Bloco 2 11º/12ºAno - Jogo de Partículas - 2008, Texto Editora, Lisboa
 
publicado por wannabescientists às 23:54

Mais sobre mim
Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
27
28
29
30

31


Pesquisar
 
blogs SAPO